carregando

Digite para pesquisar

Como doar sangue em época de Covid-19

A doação de sangue pode salvar inúmeras vidas. Mas como doar em época de uma pandemia pela qual o mundo está passando? Nesse período de isolamento social, como prevenção contra o novo Coronavírus, os bancos de sangue estão precisando ainda mais de doações.

O Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná – Hemepar, adotou, desde 20 de março, uma nova medida para aumentar o número de doações, já que a recomendação dos órgãos de saúde é permanecer em casa o máximo possível.

Por meio do Paraná Inteligência Artificial – PIA, sistema de serviços públicos do Estado, as pessoas podem agendar horário para realizar a doação. Todas as ações estão sendo realizadas somente no Hemepar e, de lá, as bolsas de sangue são distribuídas para os outros bancos da cidade mantendo, assim, os estoques dos hospitais. O projeto foi idealizado em parceria com a Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná, a Celepar.

A Diretora do Hemepar Liana Andrade Labres de Souza, explica como funciona o agendamento. “Nós estávamos com dificuldade em atender as pessoas, ou seja, elas chegavam para doar e precisavam retirar senhas. Isso fazia com que ficassem muito tempo esperando e no mesmo ambiente. Foi quando vimos a necessidade de encontrar outra forma de atendimento rápido e favorável para as doações”, diz.

Liana ainda comenta sobre as desistências que ocorreram no início do isolamento social. “Nós trabalhávamos com a meta de 120 bolsas por dia. Ainda assim, antes dessa situação, recebíamos em média 75 bolsas por dia. Com a quarentena esse número caiu muito e isso nos assustou. Hoje, a procura pelos agendamentos aumentou em 80%, tanto por telefone, quanto pelo sistema PIA”, complementa.

O Hemepar constatou, também, que as pessoas esqueciam dos seus agendamentos. Foi implantado, então, o envio de lembrete via Whatsapp e de mensagem de texto um dia antes com endereço, data e horário para que essa situação também diminuísse.

Antes da implantação do agendamento online havia aglomerações e o tempo de espera era mais longo. Agora, o atendimento dura, entre triagem e doação, cerca de 50 a 60 minutos. “O sistema trouxe, além da sustentação das doações, um melhor controle quanto à permanência dessas pessoas no local”, completa Liana.

Quem pode doar?

A doação de sangue pode ser realizada a partir dos 16 aos 69 anos. Mas, nesse período de risco para os idosos, pessoas acima dos 60 anos não poderão doar. Devem ter o peso mínimo de 50kg e não pode ter ingerido bebida alcoólica pelo menos 24h antes de doar, assim como o consumo de alimentos gordurosos, uso de drogas e cigarros e não ter praticado exercícios físicos.

Tipagem sanguínea

É importante lembrar que os bancos precisam de todos os tipos de sangue todos os dias. Ainda assim, a necessidade dos hospitais é sempre maior de sangues do tipo O-, A- e B-, por atender um maior número de pessoas, porém, são mais raros.

O Hemepar

A rede é responsável pela coleta, armazenamento, processamento e distribuição de sangue para 385 hospitais públicos, privados e filantrópicos do Paraná. As unidades estão localizadas no Interior e na Capital. O Hemepar de Curitiba é a unidade central, e conta com apoio de quatro hemocentros regionais (Guarapuava, Cascavel, Maringá e Londrina), oito hemonúcleos (Ponta Grossa, Pato Branco, Francisco Beltrão, Foz do Iguaçu, Campo Mourão, Umuarama, Paranavaí e Apucarana) e nove unidades de coleta e transfusão (Paranaguá, Irati, União da Vitória, Cianorte, Cornélio Procópio, Jacarezinho, Toledo, Telêmaco Borba e Ivaiporã).

Serviço

Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná – Hemepar

Endereço: Tv. João Prosdócimo, 145 – Alto da XV, Curitiba

Atendimento: de segunda a sexta-feira,  das 7h30 às 18h

Telefone: 41 3281-4000

Agendamento online: https://www.pia.pr.gov.br/servicos/Saude/Atencao-a-Saude/Agendar-doacao-de-sangue-no-Hemepar-xv3Kqxo1

Notícias do Santa Mônica